Nudez II

A nudez é um assunto muito sério, não deve ser tratado de maneira vulgar, ou através de discussões apaixonadas, sem ter como pano de fundo o objetivo de criar pessoas sadias e felizes.

Cada família deveria conversar sobre a educação sexual das suas crianças. Os pais deveriam tomar banho com seus filhos, quando estes são crianças, com a finalidade de mostrar a eles como é o corpo de um adulto, falar sobre as diferenças fisiológicas e psíquicas entre homem e mulher. Esta é uma das maneiras de evitar que a conversa de rua distorça a visão da criança a respeito de sexualidade.

Desde a mais tenra idade deveria ser mostrado para as crianças como os filhos são gerados, através de leitura de livros educativos, adequados a cada faixa etária. Esta leitura e a troca de ideias sobre o que foi lido, devem ser realizadas pelos pais, habitualmente, à medida que a criança faz perguntas sobre sexo. Às vezes é necessário despertar a criança para determinados aspectos, com o objetivo de capacitá-la a enfrentar as agressões sexuais de crianças mais velhas do que ela.

Jamais dê a uma criança informação errada acerca de sexo ou de qualquer assunto. Isto afasta a criança dos pais e dos adultos, e a leva a buscar outras fontes de informação, que pode ser tão inadequada quanto os pais que prestam informações enganosas a respeito de sexo ou de quaisquer assuntos que não gostam de discutir.

Falar abertamente acerca de relação sexual faz parte do processo educativo das crianças, e este processo deve ser realizado no lar, sem excluir outras fontes de educação. Esta é uma das tarefas mais importante da família, e não pode ser delegada a outras pessoas ou instituições, que devem ser utilizadas apenas para tratar de aspectos científicos que estão além da capacidade da família.

Com estas colocações não pretendemos excluir as escolas do ensino da sexualidade, apenas salientar que a escola não pode substituir a família, e o papel da escola na educação sexual deve ser discutido com as famílias. Cabe à família o “processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral da criança e do ser humano em geral, visando à sua melhor integração individual e social”. A escola transmite conhecimento, mas somente a família é capaz de educar. A família não deve delegar a educação sexual de seus filhos a terceiros.

Antes de concluir gostaríamos de salientar um tipo de nudez que quase não é discutido: a nudez da alma. O essencial não é discutir a nudez do corpo, mas a nudez da alma…

 

Marcos Antônio da Cunha Fernandes

www.marcosfernandes.org

João Pessoa, outubro de 2017.

Votar para incluir esta publicação no Livro de Crônicas